Tamanho do texto

Pelo menos 27 pessoas morreram nesta segunda-feira e 80 ficaram feridas em um atentado suicida executado por rebeldes separatistas tâmeis na região norte do Sri Lanka.

"Os Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE) cometeram um atentado suicida. Há muitas vítimas. Pelo menos 27 pessoas morreram e 80 estão feridas", declarou o porta-voz do ministério da Defesa, general Udaya Nanayakkara.

A explosão aconteceu na cidade de Anuradhapura, na sede do principal partido de oposição ao presidente cingalês Mahinda Rajapaks, o Partido Nacional Unificado (PNU).

Entre as vítimas fatais estão o líder local do PNU, o general da reserva Janaka Perera, e sua esposa.

O PNU ficou no poder no Sri Lanka até o fim de 2002. O primeiro-ministro da época, Ranil Wickremensinghe, negociou o cessar-fogo de fevereiro de 2002 entre o governo de Colombo e os rebeldes tâmeis.

A trégua, assinada com a mediação da Noruega, foi rompida oficialmente em janeiro passado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.