Tamanho do texto

Cinco países participaram do primeiro campeonato internacional de Fórmula Zero, realizado na cidade de Roterdã, na Holanda. Os karts equipados com motores que produzem eletricidade a partir do hidrogênio - de emissão zero de carbono - competiram pelo topo do pódio, ou o chamado lugar zero.

A equipe Greenchoice Forze, da universidade holandesa Delft, venceu a prova geral e assim subiu ao pódio na "posição zero". Já a equipe EuplatechH2, da Espanha, registrou a volta mais rápida.

Do torneio, realizado no fim de semana, participaram também equipes dos Estados Unidos, Grã-Bretanha e Bélgica.

Criada pelos entusiastas holandeses de automotores Godert van Hardenbroek e Eelco Rietveld, a Fórmula Zero já é reconhecida pela Federação Internacional de Automobilismo, a entidade que regulamenta o automobilismo mundial.

Os organizadores do evento esperam que a categoria atinja os mesmos padrões da Fórmula 3, elevando-se à medida que o esporte automotor melhorar suas credenciais ambientais.

"Em dez anos, se a indústria automotiva não se comprometer com os princípios de baixa emissão ou emissão zero, provavelmente não existirá mais", disse o chefe da equipe britânica, do Imperial College de Londres.

"As equipes que abraçarem logo esta nova tecnologia vão ser bem-sucedidas, e aquelas que não abraçarem vão morrer na praia."
O próximo evento de Fórmula Zero será realizado em março do ano que vem, nos Estados Unidos. Em 2009, o campeonato compreenderá quatro corridas.

Leia mais sobre corrida

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.