Tamanho do texto

O presidente do Irã, Mahmud Ahmadinejad, advertiu que seu país se defenderá de qualquer agressão em um discurso pronunciado neste domingo em uma parada das forças armadas.

"Todo mundo sabe que se alguém se atrever a cometer a mínima agressão contra o território e os interesses legais do Irã, nossas forças armadas (...) quebrarão a sua mão antes inclusive que aperte o gatilho e farão com que lamente", declarou.

"O povo iraniano quer a paz e a amizade (...), mas hoje em dia não pode mostrar flexibilidade a seus inimigos", acrescentou.

Essa parada anual é organizada em ocasião do aniversário da declaração de guerra entre Irã e Iraque (1980-88), que deixou mais de um milhão de mortos, segundo estimativas ocidentais.

Foram exibidos na parada mísseis Shahab-3 e Ghadr-1 com um alcance de 2.000 km, segundo um apresentador oficial.

Há um ano, o Irã já havia apresentado um exemplar do míssil de longo alcance Ghadr-1 que funciona com combustível líquido. Naquele momento foi declarado que o míssil tinha um raio de ação de 1.800 km.

Em uma faixa afixada em um caminhão da parada que transportava vários tipos de mísseis estava escrito: "Israel tem que ser eliminado do universo".

Outras faixas indicavam: "morte aos Estados Unidos" e "morte a Israel".

sgh-pcl/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.