Jornalista Roman Protasevich
Getty Images
Jornalista Roman Protasevich


Uma aeronave de baixo custo da companhia Raynair, saída da Grécia, foi desviada para Minsk na Bielorrússia, diante do prexteto de uma  ameaça de bomba para deter o jornalista que tinha fugido para o exterior. O caso ja foi condenado pela NATO, União Europeia, Reino Unido e pela própria empresa de aviação. As informações são do portal Mundo ao Minuto.

O jornalista perseguido pelo governo da Bielorrússi a, Roman Protasevich, de 26 anos, é o fundador do canal Nexta , cujo canal virou principal fonte de informação sobre protestos  antigovernamentais após as eleições presidenciais de agosto de 2020. 


Em novembro do mesmo ano, o Comité de Investigação acusou Protasevich e Stepan Putilo, fundadores do canal, de organizarem protestos e incitarem o ódio contra funcionários e polícia. Os dois foram incluídos na lista como terroristas  e o poder judicial bielorrusso considerou a Nexta uma organização extremista .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários