cerca de 9 mil imigrantes hondurenhos tentam entrar nos Estados Unidos
The Associated Press
cerca de 9 mil imigrantes hondurenhos tentam entrar nos Estados Unidos

Cerca de 9 mil hondurenhos em uma caravana deixaram seu país a pé entre os dias 13 e 14 de janeiro, com destino aos Estados Unidos . Contudo, no último domingo (17), ao ingressarem na Guatemala, foram contra as normas de segurança, ao entrar no país sem testes negativos do novo coronavírus (Sars-Cov-2) e houveram confrontos entre migrantes e forças de segurança.

A estrada que liga os países foi bloqueada e bombas de gás lacrimogêneo foram disparadas para tentar dispersá-los. Apesar disso, muitos imigrantes aguardam autorização para seguir a viagem, que ainda precisa atravessar o México até enfim chegar ao destino final, nos Estados Unidos .

Porém, o governo guatemalteco  montou dezenas de pontos de controle de imigração nas rodovias do país, e pode começar a transportar diversos deles de volta para Honduras, sob o argumento de que eles representam um risco para si próprio e para as outras pessoas em decorrência da pandemia da Covid-19. 

Você viu?

Governadores do país deixaram claro que não deixarão a caravana passar. No México , milhares de membros da guarda nacional foram colocados na fronteira ao sul do país para desencorajar a caravana de tentar entrar no país.

Há dois dias da posse oficial de Joe Biden como presidente dos Estados Unidos, o democrata prometeu durante campanha flexibilixar a imigracao no país e conceder visto para pessoas que entraram deforma ilegal no país.

Contudo, um funcionário da equipe de transição de Biden alegou que embora "haja ajuda a caminho, agora não é hora de fazer a viagem", e que "a situação na fronteira não vai mudar da noite para o dia".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários