escolas
Reprodução/Wikimedia Commons
Aulas presenciais voltaram em alguns estados dos EUA

Demetria Bannister, AshLee DeMarinis e Thomas Slade são três professores dos EUA que faleceram da Covid-19 nas últimas semanas. De acordo com a rede CNN, que chamou atenção para o dado, os três profissionais voltaram ao trabalho presencial no país e entraram em contato com alunos antes da infecção.

Demetria Bannister faleceu aos 28 anos e era professora de uma turma da terceira série na Carolina do Sul. O retorno à escola aconteceu no dia 31 de agosto e seu diagnóstico para a doença poucas semanas depois. Demetria faleceu três dias após a confirmação da Covid-19.

AshLee DeMarinis, de 34 anos, trabalhava no Missouri como professora do ensino médio. A profissional faleceu no domingo (6) após seguir por três semanas na Unidade de Terapia Intensiva. O professor Tomas Slade, do Mississipi, faleceu no mesmo dia.

Além dos três casos, mais recentes, outros óbitos e infecções já foram registrados entre professores e alunos nos EUA. Algumas universidades, inclusive, precisaram voltar ao ensino à distância após um alto número de estudantes infectados .

No Brasil, estados consideram o retorno às aulas presenciais entre os meses de outubro e novembro, enfrentando, em sua maioria, resistência da população. Em São Paulo, por exemplo, uma pesquisa apontou que  81% das pessoas se dizem contra o retorno às aulas ainda em 2020.

    Veja Também

      Mostrar mais