Paquistão
Pixabay/Syed Wasiq Shah
O islamismo é a religião oficial do Paquistão.

Um homem cristão chamado Asif Pervaiz foi condenado à morte no Paquistão nesta terça-feira (8). Ele foi considerado culpado de transmitir mensagens com “conteúdo blasfemo”. O advogado de Pervaiz, que está preso no país há sete anos, negou as acusações apresentadas.

Segundo o defensor de Pervaiz, Saif ul Malook, o condenado disse que seu chefe tentou convertê-lo ao islamismo, que é a religião oficial do país asiático. Malook disse que irá apelar da decisão em instâncias superiores. Entretanto, ele diz que o processo pode demorar anos por conta da saturação do sistema judicial do país.

De acordo com dados da comissão internacional norte-americana para liberdade religiosa, 80 pessoas foram presas por blasfêmia no Paquistão. Mais da metade já foi condenada à prisão perpétua ou à pena de morte. Entretanto, nenhuma pena foi executada.

    Veja Também

      Mostrar mais