Ahmad Ayyad
Reprodução/Facebook
Ahmad Ayyad testou positivo para novo coronavírus (Sars-CoV-2) e influenza ao mesmo tempo

Aos 40 anos, Ahmad Ayyad apresentava um físico acima da média por conta das partidas de basquete, aulas de boxe e maratonas. Mas isso não o impediu de ficar em coma induzido por 25 dias após contrair a Covid-19 .

Leia também:

Residente de Washington (EUA), Ahmad contraiu o novo coronavírus (Sars-CoV-2) em meados de março. Ao retornar do trabalho, o empresário sentiu muita falta de ar enquanto subia as escadas para seu apartamento. Falar, dirigir e respirar também se tornaram tarefas difíceis. 

Nos dias seguintes, Ahmad teve surtos de tosse, picos de febre, perda do apetite e queda de energia. De início, o empresário achou que havia contraído uma gripe comum, mas um colega o incentivou a procurar ajuda hospitalar. No dia 15 de março, Ahmad testou positivo para influenza e o novo coronavírus.

Seu quadro continuava piorando, e os médicos decidiram transferi-lo para o Hospital Johns Hopkins, onde foi induzido ao coma. A internação de Ahmad impressionou os médicos, uma vez que o empresário se mostrava mais saudável que a média dos americanos.

Depois de 25 dias, Ahmad acordou do coma induzido e começou a mostrar os primeiros sinais de recuperação. Hoje, totalmente curado da doença, ainda sente as sequelas de ser um sobrevivente da Covid-19, tanto em sua forma física quanto nos danos pulmonares. 

Em uma entrevista à CNN, Ahmad criticou pessoas que andam sem máscaras nas ruas. “Estão levando na boa. Sou um sobrevivente e continuo muito assustado”, afirmou. 

    Veja Também

      Mostrar mais