Trump
Reprodução/Twitter
Trump


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez uma publicação no Twitter insuando que o homem que bateu a cabeça ao ser empurrado por um policial poderia ser um " provocador antifa ". Sem apresentar provas, Trump disse que o vídeo que mostra o sangue escorrendo da cabeça do idoso de 75 anos, que foi hospitalizado em estado grave, pode ser uma montagem .


"O manifestante empurrado pela polícia em Buffalo pode ser um provocador antifa. Martin Gugino, de 75 anos, foi afastado após aparentemente escanear a comunicação da polícia a fim de desativar o equipamento. Eu assisti, ele caiu mais forte do que foi empurrado. Estava mirando o scanner. Pode ser uma armação ?", diz Trump no tweet.

Leia também: Após protestos, Washington aprova projeto de lei que proíbe uso de gás

A fala de Trump sobre escanear os equipamentos de comunicação da polícia não está clara se o homem pretendia escanear ou se parecia escanear. A publicação do presidente norte-americano na rede social foi baseada em uma reportagem da OANN, rede de televisão de extrema-direita famosa por produzir teorias conspiratórias. A OANN se  tornou uma das redes televisivas preferidas da Casa Branca durante o mandato Trump. 

Dois policiais da cidade de Buffalo foram acusados por agressão depois de serem flagrados empurrando o homem. O idoso continua hospitalizado. As câmeras registram o momento em que a cabeça de Martin bate no chão e ele fica imóvel. Nenhum policial ajudou imediatamente o homem.

Leia também: Bélgica retira estátua de rei após protestos antirracistas

A OANN fala na reportagem sobre "falsa provocação do grupo de esquerda Antifa" e dizem ter novos vídeos que mostram Martin tentando escanear os equipamentos da polícia. 

O advogado de Martin concedeu entrevista à TMZ e defendeu que o cliente sempre foi um "manifestante pacífico porque se importa com a sociedade". Ele ainda classificou as acusações de Trump como "perigosas". 

"Ele é um nova-iorquino típico que ama a família. Ninguém da polícia sequer sugeriu outra coisa, então não sabemos por que o presidente dos Estados Unidos faria acusações tão sombrias, perigosas e falsas contra ele", disse.

    Veja Também

      Mostrar mais