Funcionários da área de saúde disseram que quase todos os 2%2C4 mil leitos de UTI estão ocupados
Reprodução/TV Globo
Funcionários da área de saúde disseram que quase todos os 2,4 mil leitos de UTI estão ocupados

A propagação do Covid-19 continua a ter novos recordes no Chile. Nesta segunda-feira (1º) foram divulgados 5.471 novos casos e 59 mortes nas últimas 24 horas, passando dos 105 mil infectados no país. 

Entre 1º de maio e 1º de junho, os casos aumentaram mais de 500% e as mortes passaram de 234 para 1.113 (+375%).

Chile decreta bloqueio total em Santiago após explosão de casos de Covid-19

O epicentro da pandemia está localizado em Santiago, onde vivem cerca de sete milhões de habitantes, que estão em quarentena total desde 15 de maio. Em meados de março, as autoridades ordenaram a quarentena apenas em alguns bairros de Santiago, onde foram registrados os primeiros casos.

O restante da capital manteve o ritmo habitual, principalmente os bairros mais humildes, onde moradores dependem da economia informal ou de contratos precários para sobreviver. São nesses locais que o vírus se espalhou em maio.

Sistema de saúde do Chile à beira do colapso; médicos escolhem quem vai para UTI

Jaime Mañalich, ministro da Saúde, disse ainda não saber quando se afrouxarão as medidas na Grande Santiago, embora tenha declarado perceber "luzes da esperança" em alguns bairros que tiveram uma diminuição no número de casos.

"Sabemos que a quarentena é uma medida extraordinária que produz efeitos adversos muito graves e que diminui com o passar dos dias: mais e mais pessoas são multadas todos os dias porque não respeitam o toque de recolher ou a quarentena, ou porque saem sem permissão", ressaltou o ministro.

Fonte - AFP

    Veja Também

      Mostrar mais