Boris
Reprodução
Boris Johnson


O primeiro-ministro do Reino, Boris Johnson , não terá de enfrentar investigação criminal  por conta do relacionamento que desenvolveu com a empresária norte-americana, Jennifer Arcuri, quando era prefeito de Londres.

O Escritório Independente de Conduta Policial do Reino Unido (IOPC) revelou a tão aguardada decisão entre os britânicos, se o primeiro-ministro realmente teve relações com empresária americana da àrea de tecnologia e se Johnson deveria enfrentar um inquérito policial por isso.

Leia também: Alemanha identifica paciente zero de novo coronavírus no país

Segundo informações do órgão de investigação policial, foram encontradas "algumas evidências de que o Sr. Johnson e Sra. Arcuri tiveram relações intimas " durante três viagens comerciais da empresária.

O IOPC disse ainda que se Johnson realmente esteve em uma relação com a empresária teria sido sensato expor o caso para que não fosse declarado como conflito de interesse. Segundo o departamento o ato representa violações dos princípios de Nolan contidos no codigo conduta assinado por Johnson em 2012.

Leia também: Mundo registra número recorde de casos de Covid-19 em um único dia

Porém, as autoridades identificaram que "não se faz necessário abrir investigação criminal contra o Senhor Johnson por má-conduta no gabinete público ".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários