Maria Branyas, recuperada da Covid-19
Acervo pessoal
Maria Branyas, recuperada da Covid-19

Aos 113 anos, a espanhola Maria Branyas é a pessoa com mais idade a se recuperar da Covid-19 . Nascida no dia 4 de março de 1907, a mulher teve um quadro leve da doença. 

LEIA MAIS: Prefeitura de Buenos Aires libera passeios aos fins de semana

“Em termos de saúde, estou bem, com os mesmos problemas que qualquer um pode ter”, disse Branyas em um vídeo divulgado pela CNN International. Há suspeitas de que a mulher mais velha da Espanha tenha contraído o novo coronavírus (Sars-CoV-2) pouco depois de seu aniversário, quando alguns familiares foram visitá-la em um lar de idosos. Os primeiros sintomas apareceram alguns dias depois.

Apesar de ter crescido na Espanha, Branyas nasceu em São Francisco, nos Estados Unidos, onde seu pai trabalhava como jornalista. Além de ter vivenciado duas Guerras Mundiais, a idosa também precisou enfrentar a gripe espanhola de 1918, que matou mais de 50 milhões de pessoas pelo mundo.

A Espanha é o segundo país mais afetado pela Covid-19 no mundo, ficando atrás dos Estados Unidos. Ao todo, 271 mil pessoas contraíram o novo coronavírus, que causou a morte de 27 mil. Neste momento, há mais pacientes recuperados (183.227) do que casos ativos (60,764), mostrando que o pior momento da primeira onda da epidemia já passou.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários