Trump negou que os EUA estejam envolvidos em operação de mercenários
Agência Brasil
Trump negou que os EUA estejam envolvidos em operação de mercenários


O presidente dos Estados Unidos , Donald Trump , negou que o governo norte-americano tenha envolvimento com os mercenários que tentaram invadir a Venezuela para colocar em prática um complô contra Nicolás Maduro . A acusação foi feita pelo próprio presidente venezuelano, em pronunciamento veiculado na TV estatal do país sul-americano.

“Nós vamos descobrir. Acabamos de ouvir sobre isso, não tem nada a ver com o nosso governo”, afirmou o presidente dos EUA em conversa com jornalistas na Casa Branca .

Segundo Maduro, as forças de segurança da Venezuela interceptaram duas tentativas de invasão pela costa da Venezuela , que terminaram em captura de pelo menos dez pessoas, enquanto outras oito morreram. Entre os capturados, estão dois cidadãos dos Estados Unidos.

Leia também: Avião abastecido com materiais para Covid-19 cai na Somália e deixa 6 mortos

Complô

Durante a transmissão, Maduro afirmou que existe um plano para matá-lo, coordenado pelo opositor Juan Guaidó junto ao governo dos EUA, e exibiu documentos dos americanos identificados como Luke Denman, de 34 anos, e Airan Berry, de 41. O presidente disse que ambos integravam a equipe de segurança do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Antes do pronunciamento, o diretor da Silvercop, empresa privada de segurança, Jordan Gaudreau , havia afirmado que dois americanos haviam sido capturados durante uma operação para invadir a Venezuela. De acordo com Goudreau, Berry e Denman são ex-integrantes das Forças Especiais dos EUA, assim como ele, que é ex-boina verde.

    Leia tudo sobre: Donald Trump

    Veja Também

      Mostrar mais