Ryan afirmou que populações mais pobres também tem maiores índices de letalidade por Covid-19
Reprodução/OMS
Michael Ryan

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou sobre a necessidade de priorizar as populações mais pobres na testagem de identificação do novo coronavírus (Sars-Cov-2). Segundo a OMS, quanto mais pobre a população, maior é a dificuldade de manter quarentenas e medidas de distanciamento social.

No Brasil , por exemplo, já é possível observar que a aceleração dos casos de Covid-19 tem acontecido principalmente em populações em vulnerabilidade. Segundo Michael Ryan,os governos precisam garantir o teste em locais mais pobres, periferias, entre indígenas e populações vulneráveis.

Leia também: Pelo menos 12 países afrouxam bloqueios por coronavírus

"Ninguém está seguro até que todos estejam seguros", afirmou. Para ele, testar todos "é importante" e a prática não pode ser restrita às pessoas com condições financeiras de comprar o teste. "É importante saber onde o vírus está", disse, e em seguida completou que não testar os pobres é "perigoso em termos de saúde pública ".

Veja também: Isolamento não será flexibilizado em cidades de SP com índice abaixo de 50%

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários