Casal
Reprodução
Infectado com o Covid-19, Bill Dartnall abriu mão do respirador após ser informado da morte da esposa

Nesta quinta-feira (29), mais uma história comovente de perda envolvendo idosos e a pandemia do Covid-19 ganhou as manchetes no Reino Unido. Após ser informado da morte da esposa, um paciente de 90 anos se recusou a usar o respirador que o mantinha vivo e morreu poucas horas depois dela.

Leia também: Rio: impedida de entrar em mercado, mulher usa a própria calcinha como máscara

Segundo informações do jornal Daily Echo, Bill e Mary Dartnall estavam internados em um hospital da cidade de Southampton, na Inglaterra, desde que contraíram o novo coronavírus (Sars-Covs-2). Eles estavam juntos desde os anos 1950 e morreram com cerca de cinco horas de diferença.

De acordo com familiares, tudo começou quando Mary, de 81 anos, contraiu a doença e entrou em estado de inanição. Por este motivo, acabou sendo encaminhada para o centro médico. Dias depois, Bill sofreu um derrame cerebral e também foi internado. Já na instituição, ficou constatado que ele fora infectado com o Covid-19 .

"Quando contaram para ele que a mamãe havia morrido, ele tentou puxar a máscara de oxigênio do rosto e deixou claro que não queria mais utilizá-la. Ele disse que não queria viver sem ela e se recusou a usar o respirador", revelaram as filhas do casal, Rosemary e Ann.

Leia também: Bolsonaro diz que será "violentado" se tiver que revelar testes da Covid-19

"Apesar disso, ele seguiu sendo tratado pelos profissionais do hospital e morreu tranquilamente algumas horas depois. Acho que ele agiu assim porque eles eram mais do que um casal, é difícil imaginar como seria a vida de um sem o outro", finalizou Rosemary.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários