Itália foi um dos países europeus que mais sofreu com a Covid-19
Wikimedia Commons
Itália foi um dos países europeus que mais sofreu com a Covid-19

A Defesa Civil atualizou os dados da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2) na Itália nesta terça-feira (21) e informou que 51,6 mil pessoas já foram curadas da doença no país desde o início da pandemia, no fim do mês de fevereiro.

Segundo o relatório, nas últimas 24 horas, foram 2.723 pessoas que receberam alta da doença - o maior número absoluto de curas desde fevereiro e um aumento de 5,6% nos dados relativos. O número é ainda muito superior ao registrado nesta segunda-feira (20), quando 1.822 pessoas venceram a Covid-19.

Leia também: Pelo menos 2,5 milhões de pessoas foram infectadas com Covid-19

Outro dado positivo é mais um dia de queda consecutiva no número de internados nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). São 2.471 internações, 102 a menos do que ontem. Outras 24.134 pessoas estão em centros hospitalares e 81.104 estão em isolamento domiciliar.

Com isso, são 107.709 pessoas consideradas doentes ativos - que exclui o número de curas e de mortes -, 528 a menos do que o anunciado na segunda. Ao todo, a Itália registra 183.957 casos totais de contaminação.

Leia também: Trump diz que vai suspender temporariamente imigração aos EUA

A única informação negativa do dia foi no registro de mortos, que voltou a subir e atingiu o maior número desde o dia 17 de abril. Foram 534 vítimas em 24 horas, elevando para 24.648 falecimentos causados pela doença.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários