Macron
Divulgação
Macron teme que onda de ceticismo possa afetar confiabilidade da União Europeia

O presidente da França, Emmanuel Macron, afirmou que a União Europeia se prepara para a “hora da verdade” enquanto uma devastadora crise econômica causada pelo surto de Covid-19 se aproxima. Em entrevista para o jornal britânico Financial Times, Macron ressaltou que a abordagem da União Europeia à crise deverá determinar o projeto político da próxima década. 

LEIA MAIS: Taxa de mortalidade do Equador aumenta junto com medo da crise

“Se não pudermos fazer isso hoje, devo dizer que os populistas vão ganhar”, adiciona Macron, prevendo uma onda de ceticismo contra a União Europeia. “Isso acontecerá na Itália , Espanha, e também na França . As pessoas vão se perguntar: o que a União Europeia está oferecendo? Eles não nos protegem da crise”.

Macron chegou a parafrasear argumentos populistas: “Quando imigrantes chegam ao seu país, eles pedem para ficar. Quando você tem uma epidemia, dirão para lidar com isso”. O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, chegou a afirmar que uma falha da União Europeia poderia acarretar no “fim da Europa”.

Na última semana, os países que integram a União Europeia concordaram em criar um fundo de 500 bilhões de euros para ajudar nações em dificuldades financeiras, com o objetivo de manter as operações de saúde. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários