libras esterlinas
Reprodução
Banco da Inglaterra se recusa a imprimir mais dinheiro para ajudar no financiamento de projetos contra o novo coronavírus

O Banco da Inglaterra não irá imprimir mias dinheiro para financiar o aumento nos gastos do governo contra a pandemia do Covid-19 no país, segundo o presidente Andrew Biley. A declaração foi feita neste domingo (5).

Leia mais: Pró-isolamento, prefeitura de Teresina apela em postagem nas redes sociais

O BoE , sigla em inglês para o banco , aumentou seu programa de compra de títulos em um recorde de 200 bilhões de libras, que representam cerca de 245,2 bilhões de dólares. No dia seguinte, o ministro das Finanças, Rishi Sunak, fez o anúncio de que o Estado britânico pagaria 80% do salário dos trabalhadores temporariamente demitidos pelas empresas.

Leia também: Saiba quem são os membros do primeiro escalão da prefeitura do Rio com Covid-19

Bailey reconhece que o mundo enfrenta um "momento de grande incerteza", mas informou que seria oposto a quaisquer pedidos para que o BoE imprima dinheiro simplesmente para ajudar o governo.

    Veja Também

      Mostrar mais