príncipe
Creative Commons/President of Russia
Principe herdeiro Mohamed bin Salman mandou prender o irmão por conspiração

A família real saudita vive um momento conturbado. O príncipe herdeiro Mohammed bin Salman mandou prender seu irmão mais novo, Ahmed bin Abdulaziz e o sobrinho Mohammed bin Nayef, além de mais um membro que não foi divulgado.

Leia também: Bolsonaro chama população para manifestações "pró-Brasil"

De acordo com autoridades locais, os príncipes teriam “feito contato com potências estrangeiras, incluindo americanos e outros, para levar a cabo um golpe de Estado”. Porém, algumas pessoas não acreditam nessa versão e creem que Salman fez uma manobra para consolidar o seu poder.

Essa não é a primeira vez que o príncipe herdeiro prende alguém de sua família. Em 2017 vários parentes foram detidos, e outras figuras de alta patente do governo monarca . A justificativa na época foi de uma investigação anticorrupção.

Uma fonte da agência local afirmou que os príncipes presos foram acusados de “traição”. Não se sabe para onde eles foram levados, mas uma das fontes refere que “terão de ser tratados com dignidade”, tendo em conta o seu estatuto na Casa de Saud, que governa o país desde a criação da Arábia Saudita em 1932.

Leia também: Em áudio, amigo e assessor diz que Bolsonaro "só gosta de bandido"

As prisões foram aprovadas pelo rei Salman, de 84 anos, que segue lúcido e cuidando dos processos oficiais da Arábia Saudita. Entre os príncipes , Ahmed era visto como o mais preparado para assumir o cargo.

    Veja Também

      Mostrar mais