Nicolás Maduro
Reprodução/Twitter @NicolasMaduro
Presidente venezuelano Nicolás Maduro

O presidente venezuelano Nicolás Maduro acusou nesta sexta-feira (14) seu par brasileira Jair Bolsonaro de querer levar o Brasil a um "conflito armado" contra a Venezuela . O líder socialista fez o comentário se referindo a ataque de militares desertores do Brasil contra um destacamento das Forças Armadas venezuelanas no estado de Bolívar no dia 22 de dezembro do ano passado.

"Bolsonaro está arrastando as Forças Militares do Brasil para um conflito armado contra a Venezuela, ao amparar um grupo de terroristas que atacou um quartel militar venezuelano", disse Maduro à imprensa internacional.

Leia também: Guaidó acusa Maduro pelo sumiço de seu tio no aeroporto da Venezuela

Feita a acusação, o presidente venezuelano a usou como justificativa para exercícios militares que serão realizados no fim de semana. "Há terroristas no território brasileiro preparando ataques e incursões militares contra a Venezuela. E nós temos direito de nos preparar", afirmou.

De acordo com Maduro, serão mobilizados 2,3 milhões de combatentes da Força Armada Bolivariana e da Milícia, grupo civil que atualmente integra a estrutura militar.

    Veja Também

      Mostrar mais