Holden Matthews se declarou culpado por incêndios em três igrejas
Reprodução
Holden Matthews se declarou culpado por incêndios em três igrejas


O músico Holden Matthews , 22, se declarou culpado, na última segunda-feira (10), de ter provocado incêndios em três igrejas no estado de Lousiana, nos Estados Unidos. Em sua confissão, ele disse que tinha a intenção de se promover dentro da comunidade black metal , subgênero do heavy metal.

Matthews se inspirou em atos praticados durante a década de 1990, na Noruega, por fãs do estilo musical. Na época, pelo menos 50 igrejas cristãs norueguesas foram incendiadas por pessoas ligadas à cultura do black metal, inclusive músicos, como Varg Vikernes , que é fundador da banda Burzum e já foi preso por ligação com movimentos neonazistas.

As igrejas incendiadas por Mathews, aliás, eram frequentadas em sua maioria por negros. O músico responderá por crimes de ódio, mas os promotores ainda não revelaram se foi constatada uma motivação racial.

Leia também: Vídeo mostra crianças sendo lançadas ao ar em acidente com ônibus escolar

"Sua conduta vergonhosa violou os direitos civis dos paroquianos da igreja e prejudicou as comunidades", afirmou o assistente do procurador-geral Eric Dreiband.

O caso

Holden Matthews queimou três igrejas batistas em dez dias, na região de Opelousas, com o primeiro ataque foi realizado em março de 2019. Na sequência, divulgou vídeos da ação no Facebook para se gabar para outros fãs de Black Metal. Todos os incêndios foram provocados no período da noite e ninguém ficou ferido.

A polícia identificou o criminoso duas semanas depois dos incêndios, mas ele se declarou cuado apenas na última segunda-feira. O julgamento está marcado para o dia22 de maio e Matthews pode ser condenado a uma pena de 10 a 70 anos de prisão.   

    Veja Também

      Mostrar mais