Imran Aliev foi encontrado morto em um hotel na França
Reprodução/Youtube
Imran Aliev foi encontrado morto em um hotel na França


O blogueiro checheno Imran Aliev, conhecido como crítico assíduo de Valdimir Putin, presidente da Rússia, foi encontrado morto em um hotel em Lille, na França, no final de janeiro, conforme o revelado pela AFP. Ele estava com a garganta cortada e outras dezenas de ferimentos causados por facadas.

Aliev tinha 44 anos e viva na Bélgica como refugiado político, sob proteção policial. Segundo o relato de um oficial da polícia francesa à AFP, o blogueiro vinha sofrendo ameaças da Rússia e da Chechênia em razão das publicações de oposição que costumava fazer em sua página na web. Ramzan Kadyrov, presidente da Chechênia, e   Vladimir Putin estavam entre os principais alvos das postagens.

Leia também: Justiça da Rússia condena sete homens por terrorismo de extrema esquerda

“Nós tínhamos ele sob proteção policial por um motivo. Houveram ameaças específicas à vida dele partindo de setores políticos na Chechênia e na Rússia”, afirmou um oficial belga em entrevista ao portal Bussiness Insider.

Um homem que usava um passaporte russo acompanhava Aliev quando o check-in foi feito no hotel. Segundo a AFP, esse homem, que não teve o nome revelado, também é blogueiro. Aliev foi encontrado sozinho, com um faca próxima ao seu corpo. As autoridades consideram que todas as características do caso apontam para um assassinato de “motivação política.

    Veja Também

      Mostrar mais