Tamanho do texto

Explosão ocorreu em uma mesquita na cidade de Quetta e deixou 19 pessoas feridas no final da oração da noite

Membro do grupo terrorista segurando bandeira do Estado Islâmico arrow-options
Creative Commons
Grupo terrorista assumiu autoria do ataque pelas redes sociais

Pelo menos 15 pessoas morreram, entre elas um policial, e outras 19 ficaram feridas durante uma explosão , reivindicada pelo grupo jihadista Estado Islâmico , ocorrida em uma mesquita no Paquistão nesta sexta-feira (10).

Segundo as autoridades locais, a explosão ocorreu em um templo localizado na cidade paquistanesa de Quetta, no final da oração da noite. As vítimas foram levadas para o hospital da região.

Leia também: 'Ataque contra Irã é intervenção divina', celebra Estado Islâmico

Em uma publicação nas redes sociais, o Estado Islâmico assumiu a autoria do ataque suicida e informou que o homem-bomba, Abu Jarrah Al-Balochi, teria matado 20 pessoas e ferido 40.

O primeiro-ministro do Paquistão, Imran Khan, condenou "energicamente" a explosão e lamentou a perda de vidas. Em comunicado, ele ainda ordenou a abertura de uma investigação.

    Leia tudo sobre: Estado Islâmico