Julian Castro, do Partido Democrata
NYT

Julian Castro foi secretário de Obama

Faltando quase um mês para o início das primárias do Partido Democrata para a Presidência dos Estados Unidos, mais um pré-candidato se retirou da disputa por causa da estagnação nas pesquisas.  Julian Castro , ex-secretário de Habitação do governo Obama e único postulante hispânico na corrida eleitoral, anunciou sua desistência nesta quinta-feira (2). 

Leia também: Perto de completar um mês, greve contra nova previdência da França bate recorde

Aos 45 anos, ele era tido como uma estrela ascendente no partido, mas seus resultados em termos de arrecadação e evolução nas sondagens se mostraram decepcionantes.

"É com profunda gratidão por todos os nossos apoiadores que eu suspendo minha campanha para presidente . Estou muito orgulhoso de tudo que conquistamos juntos. Continuarei lutando por uma América que leve todos em consideração", escreveu Castro no Twitter. "Simplesmente ainda não é nossa hora", acrescentou em um vídeo.

Nas últimas semanas, outros pesos-pesados democratas também se retiraram, como a senadora Kamala Harris e o ex-congressista Beto O'Rourke. Ao todo, 14 pré-candidatos continuam na briga, que tem o ex-vice-presidente Joe Biden como favorito.

Leia também: Coreia do Norte promete nova arma estratégica em breve

Os senadores de esquerda Elizabeth Warren e Bernie Sanders estão em seu encalço, seguidos pelo prefeito de South Bend, Pete Buttigieg, e pelo ex-prefeito de Nova York Michael Bloomberg. As primárias  do Partido Democrata começam em 3 de fevereiro, com o cáucus de Iowa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários