Segundo informações, esta não é a primeira creche ilegal que a acusada mantém
Reprodução
Segundo informações, esta não é a primeira creche ilegal que a acusada mantém

Um caso bizarro de maus tratos e atividade ilegal foi descoberto pela polícia da cidade de Colorado Springs, no estado norte-americano do Colorado, nesta semana. Após receber uma denúncia anônima, os agentes encontraram 26 crianças em condições desumanas no porão de uma creche ilegal.

Leia também: Bolsonaro diz que deixará vida pública caso decisões prejudiquem alguém

Segundo informações da Fox News, a dona do local e outros três funcionários foram presos após a confirmação do paradeiro das crianças , que estavam escondidas atrás de uma parede falsa para evitar que os policiais as encontrassem.

Tudo começou quando uma denúncia anônima foi feita por um morador da região, informando que o local trabalhava acima da capacidade permitida. Nos EUA , a lei muda conforme o estado, mas gira em torno dos mesmos números: cada grupo de seis ou sete crianças precisa ser cuidado por um adulto. Caso esse valor seja superado, é necessária a contratação de mais um tutor.

Você viu?

Carla Faith, de 52 anos, já foi condenada outras duas vezes pelo mesmo crime
Divulgação
Carla Faith, de 52 anos, já foi condenada outras duas vezes pelo mesmo crime

Na residência em questão, onde funcionava a Play Mountain Place Daycare , todas as crianças tinham menos de três anos e eram cuidadas por apenas três pessoas - Katelynne Nelson, de 31 anos, Christina Swauger, de 35 anos, e Valerie Fresquez, de 24 -, que foram presas juntamente com a proprietária,  Carla Faith , de 58 anos.

Ainda de acordo com a publicação, as crianças estavam sujas e desnutridas quando foram encontradas no local. Por este motivo, o grupo foi acusado maus tratos, abuso infantil e negligência, além de terem as licenças para o serviço suspensas.

Esta não é a primeira vez que Faith enfrenta uma acusação como essa. Nos anos 90, duas residências em que mantinha outras creches foram interditadas pelas autoridades pelo mesmo problema: muitas crianças, poucos funcionários.

Leia também: "Não vale nada, falsa como nota de 3 reais", diz Frota sobre Carla Zambelli

O primeiro caso aconteceu em 1991, quando a polícia encontrou 23 crianças em sua creche, nove a mais do que a capacidade legal. Na sequência, em 1998, ela foi considerada culpada uma segunda vez ao ser flagrada com um grupo de 44 crianças em uma casa que não tinha registro para funcionar como creche. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários