Protesto em Hong Kong
Reprodução/Twitter
Policiais reagiram a protestos com agressões

Pelo terceiro dia consecutivo, os centros comerciais de Hong Kong foram palcos de manifestações nesta quinta-feira (26). A polícia prendeu dezenas de pessoas e usou sprays de pimenta e cassetetes para dispersar os protestos, que ocorriam de forma pacífica.

De acordo com a emissora local RTHK, os protestos começaram durante a tarde (horário local) em alguns shoppings centers da ex-colônia britânica. Os manifestantes cantaram slogans contra o governo e a polícia, mas o clima pacífico dos atos não durou muito.

Em Tai Po, no nordeste de Hong Kong, a polícia usou spray de pimenta contra dezenas de manifestantes vestidos de preto e efetuaram diversas detenções.

Leia também: Hong Kong tem protesto em solidariedade a povo muçulmano na China

Lojas e restaurantes dos centros comerciais precisaram fechar suas portas para evitar possíveis danos.

O clima de tensão em Hong Kong já havia iniciado nesta quarta-feira (25), após o confronto entre policiais e ativistas pró-democracia, que aconteceu no distrito comercial de Mong Kok.

A governadora de Hong Kong, Carrie Lam, acusou "os manifestantes irresponsáveis e egoístas" de terem estragado as festividades de Natal na região.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários