Plano de voo do avião que desapareceu
Reprodução/Força Aérea do Chile
Contato com avião foi perdido entre a América do Sul e a Antártida

As autoridades chilenas confirmaram nesta quinta-feira (12) que corpos foram encontrados na área onde o contato com o avião Hércules C-130, da Força Aérea do Chile, que desapareceu com 38 pessoas a caminho da Antártida, foi perdido.

Leia também: Navio brasileiro encontra destroços de avião chileno

A informação foi revelada pela rádio BioBio , citando o prefeito da região de Magallanes, no sul do Chile, José Fernández. De acordo com a emissora, as partes dos corpos localizadas seriam de pelo menos cinco passageiros.

A descoberta ocorreu pouco depois que o Ministério da Defesa informou que o navio polar Almirante Maximiano, da Marinha do Brasil, recolheu itens pessoais e destroços compatíveis com o avião, desaparecido desde a noite da última segunda-feira (9).

Os restos foram encontrados flutuando no mar em Paso Drake ou Mar de Drake, em uma extensão de mar de cerca de 800 quilômetros que conecta os oceanos Atlântico e Pacífico, entre América do Sul e a Antártida .A confirmação, no entanto, ainda não foi feita oficialmente pelas Forças Armada s, mas, segundo Fernández, a informação foi divulgada pela própria FACh.

Leia também: Força Aérea divulga nomes de quem estava em avião que desapareceu no Chile

O avião transportava 17 tripulantes e 21 passageiros, em missão de apoio logístico à base da Antártica, para revisar um oleoduto flutuante de abastecimento de combustível e realizar um tratamento anticorrosivo nas instalações nacionais no local. Os familiares de todos acompanham as buscas em Punta Arenas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários