Evo Morales foi reeleito na Bolívia
Reprodução/Twitter/evoespueblo
Evo Morales foi reeleito na Bolívia

O presidente boliviano Evo Morales convocou, na manhã deste sábado (26), os ministros das Relações Exteriores que duvidam dos resultados das eleições gerais no país a participarem da auditoria que será realizada pela Organização dos Estados Americanos (OEA). O Brasil, que não reconheceu os resultados, foi citado pelo líder.

Leia também: Exército dá fim ao toque de recolher em Santiago e demais localidades

"Ouvimos as posições dos ministérios das Relações Exteriores da Colômbia, da Argentina, do Brasil e dos EUA. Convido esses e outros países a participarem da auditoria que propusemos. Que todos os minutos sejam revistos. Se a fraude for comprovada na conclusão do processo, passamos para a segunda rodada", escreveu Morale, no Twitter.

Procurado, o Itamaraty disse que não recebeu nenhum convite oficial e que não pode se pronunciar enquanto não analisar os termos.

Leia também: Entenda o método de Evo Morales de se perpetuar no poder na Bolívia

Evo Morales também comentou as greves que se espalham pelo país: "Agora eles levam seus militantes às ruas para fazê-los odiar os povos indígenas, o movimento camponês, as bartolinas (...)”.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários