idosos
The Sun/Reprodução
Primos separados pelo holocausto não sabiam da sobrevivência do outro e levaram 75 anos para se reencontrar.

O holocausto foi responsável por dizimar milhares de pessoas e separar famílias que até hoje não se reencontraram. Mas, em alguns casos, parentes conseguiram descobrir o paradeiro dos seus entes queridos após muitos anos.

Esse foi o caso de Morris Sana, hoje com 87 anos, e Simon Mairowitz, com 85 anos. Os dois primos levaram 75 anos para se reencontrar. 

Leia mais: Creche expulsa bebê que "assustava outras crianças" por causa da aparênc ia

Parentes e amigos registraram o momento do encontro, em que os dois primos se emocionaram ao se ver após o longo período. 

'Você pode me ver agora, não pode?', disse Mairowitz.  Chorando, Sana respondeu: 'É muito bom ver você'.

O último encontro dos parentes aconteceu quando ambos eram moradores da Romênia, local onde cresceram como melhores amigos.

Eles foram separados quando os nazistas tomaram conta do país. Tanto Sana quanto Mairowitz conseguiram fugir com suas famílias separadas, o que fez com que acreditassem que eles não tinham sobrevivido ao holocausto , de acordo com o The Sun. 

Mairowitz morava no Reino Unido, enquanto Sana vivia em Ra'anana, Israel.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários