egípcio que vive no brasil
Gustavo Schmitt/Agência O Globo
Egípcio Mohamed Ahmed ainda é considerado um suspeito pelo FBI

Acusado de ligação com o grupo terrorista Al-Qaeda, o egípcio residente no Brasil Mohamed Ahmed Elsayed Ahmed Ibrahim foi retirado da lista de procurados do FBI.

De acordo com fontes ligadas às investigações, o nome de Ibrahim não consta mais lista porque ele já foi encontrado. Apesar disso, Ibrahim continua sendo considerado suspeito de terrorismo pelas autoridades brasileiras e americanas.

Leia também: Dilema sobre origem de egípcio assusta a Polícia Federal

egípcio foi interrogado por três agentes do FBI, ao longo de mais de oito horas, na última segunda-feira. Na ocasião, voltou a negar qualquer ligação com terroristas e atribuiu o caso à perseguição política no país africano após o ex-presidente Mohamed Mursi ser deposto pelos militares em 2013. Mursi havia sido eleito na Primavera Árabe. 

Ibrahim também já tinha prestado esclarecimentos à Polícia Federal.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários