Tamanho do texto

Menino teve dano cerebral, dano espinhal e traumas emocionais. Agressor não foi expulso do colégio e mãe de vítima quer pedido de desculpas

Em dois frames, menino é agredido dentro de escola arrow-options
Ánimo Westside Charter Middle School / cctv
Imagens das câmeras de segurança foram utilizadas para investigar caso de bullying

Um menino de 12 anos ficou com dano cerebral após ser estrangulado contra uma parede dentro de uma escola em Los Angeles, nos Estados Unidos. Imagens das câmeras de segurança da instituição de ensino flagraram toda a ação, o socorro da criança e também o momento no qual uma funcionária da escola passa pela cena da agressão, mas não faz nada. 

Pelo vídeo registrado na Ánimo Westside Charter Middle School, é possível ver o menino no pátio quando outro adolescente o encurrala. Ele cai no chão. O próprio agressor leva a vítima até um bebedouro, onde ele desfalece. É nesse momento em que funcionários da escola são chamados. “O menino que deixei na escola às 7h30 não é mais o mesmo”, lamentou a mãe em entrevista ao canal norte-americano CBS.  

Leia também: Jovem confessa ter incendiado e destruído escola em SP após sofrer bullying 

“O ataque violento causou danos neurológicos e físicos permanentes ao menino, além de terror emocional para uma criança completamente vulnerável para com quem a escola falhou em proteger”, afirmou trecho do processo obtido pela imprensa.

O menino que causou a agressão continua a estudar no colégio . A mãe da criança agredida afirma que quer uma desculpa e punição justa para o agressor. Veja vídeo: