Mulher matou marido após descobrir inscrição em canal adulto
Reprodução/Polícia do Condado de Jefferson
Mulher matou marido após descobrir inscrição em canal adulto

Uma mulher de 69 anos está sendo julgada por ter assassinado o marido a tiros depois de descobrir que a vítima havia se inscrito no canal adulto. O caso de Patrícia Ann Hill foi levado à Justiça e a defesa da mulher alega que a acusada não estava bem mentalmente no momento do homicídio.

Leia também: Policial é preso após agredir mulher e deixá-la nua em rua de Brasília; assista

O crime aconteceu em julho do ano passado na cidade de Pine Bluff, em Arkansas, nos Estados Unidos. Segundo o jornal britânico Mirror, Patricia teria entrado na sala onde Frank Hill, de 65 anos, estava para confrontá-lo sobre a inscrição no canal adulto . A mulher teria derrubado a mesa onde estava a cerveja e o cigarro do marido, em seguida saído da sala e voltado com uma pistola.

Leia também: Justiça cancela punição e Suzane Richthofen poderá deixar prisão no Dia das Mães

A vítima levou um tiro na perna e na parte superior do corpo. Após os disparos, Patrícia chamou a polícia e a ambulância para socorrer o marido . Segundo o advogado da mulher, Bill James, o casal estava “distante” e - antes do homicídio - a acusada já havia pedido para que o marido parasse de ver vídeos pornográficos, afirmando que era uma “afronta pessoal a ela e ao Deus dela”.

Leia também: Terroristas tinham boa educação e vinham da classe média ou alta, diz ministro

No julgamento, que teve início na última segunda-feira (22) e continua ao longo dessa semana, a mulher se declarou inocente e afirmou que “perdeu a cabeça” e que estava sob “forte emoção”, após descobrir que marido acessava canal adulto . Para confirmar o depoimento, a defesa de deve mostrar exames que comprovem que a mulher estava alterada quando atirou contra o marido.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários