Javalis Selvagens, os garotos que foram resgatados da caverna na Tailândia, oraram contra má sorte em templo budista
Reprodução/ShropshireStar
Javalis Selvagens, os garotos que foram resgatados da caverna na Tailândia, oraram contra má sorte em templo budista

Os meninos que se entitulam Javalis Selvagens e o treinador de futebol deles, que ficaram presos durante 18 dias na caverna Tham Luang, na Tailândia, tiveram alta nesta quarta-feira (18) e usaram o seu primeiro dia fora do hospital para visitar um templo budista, nesta quinta-feira (19). 

Com exceção de apenas um dos pequenos jogadores de futebol, que não é budista, o grupo dos Javalis Selvagens foi ao templo Wat Phra That Doi Wao, na fronteira com o Myanmar, na manhã desta quinta. Na visita, eles participaram de uma cerimônia e pediram proteção contra má sorte no futuro. 

Os membros do time, que apareceram em público ontem e deram uma coletiva de imprensa pela primeira vez, logo após terem alta hospitalar, já tinham dito que a intenção de todos é virar monges por um período –  para prestar homenagem ao mergulhador voluntário que morreu durante o resgate na caverna .

Leia também: Meninos e treinador resgatados na Tailândia têm alta e relatam dias na caverna

Além de pedirem por um futuro mais tranquilo, as vítimas do episódio na caverna aproveitaram a visita ao templo para agradecer pelo resgate de sucesso e por terem a saúde pouco comprometida após o ocorrido na Tailândia .

Você viu?

Relembre o caso dos Javalis Selvagens

Os 12 jovens, de idade entre 11 e 16 anos, e o treinador deles, de 25 anos, passaram 18 dias presos na caverna de Tham Luang . Eles haviam entrado no local buscando refúgio contra chuvas torrenciais, mas não conseguiram sair devido aos alagamentos.

Para tirá-los de lá, uma complexa operação de resgate, envolvendo equipes e mergulhadores de diversos países, conseguiu tirar o grupo da caverna, aos poucos, terminando a operação no dia 10 de julho. Antes de serem encontrados por um mergulhador, porém, eles ficaram nove dias isolados, sem alimentação e água potável – tomando apenas uma água que escorria dentro da caverna.

Leia também: Meninos presos em caverna na Tailândia dizem em carta aos pais que estão bem

Resgatados, os meninos surpreenderam médicos por terem um estado de saúde relativamente bom – inclusive, sem sinais de estresse. Muito se falou, nesse contexto, sobre o treinador das crianças, que é ex-monge. Durante o período na caverna, o treinador dos Javalis Selvagens  aplicou técnicas de meditação nos jovens para que eles pudessem manter a calma.

* Com informações da Agência Ansa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários