Anna Mae Blessing atirou no filho de 72 anos até à morte após ser informada que iria para uma casa de repouso
Reprodução/Maricopa Country Sheriff’s Office
Anna Mae Blessing atirou no filho de 72 anos até à morte após ser informada que iria para uma casa de repouso

Uma mulher de 92 anos matou o filho depois de ele tentar colocá-la em uma casa de repouso nos Estados Unidos.  De acordo com informações do jornal Metro , Anna Mae Blessing atirou no homem de 72 anos até a morte na segunda-feira (2), enquanto dizia que “como tentara acabar com a vida dela, faria o mesmo com ele”.

Leia também: Homem 'vampiro' é flagrado matando idosa com facada no pescoço para beber sangue

A Polícia de Maricopa, no Arizona, informou que, após saber que iria para uma casa de repouso , a idosa esperou o filho, que não teve identidade divulgada, ir dormir no apartamento onde moravam, em Phoenix, e disparou contra ele utilizando duas pistolas. Os oficiais relataram que, depois de cometer o crime, Blessing ‘enrolou’ as armas em um casaco e as escondeu em um dos cômodos do local.

Idosa ameaçou namorada do filho por não querer ir para casa de repouso

Com as investigações policiais iniciadas no mesmo dia do assassinato, as autoridades do Maricopa Country Sheriff’s Office descobriram que Anna Mae também ameaçou a namorada do filho, que testemunhou o crime.

Leia também: Mulher é presa sob suspeita de causar mortes de oito bebês em hospital britânico

Você viu?

Segundo documentos judiciais, a suspeita apontou as duas armas para a mulher, que também não teve a identidade revelada, fazendo com que se afastasse do corpo, na tentativa de impedi-la de continuar reanimando o homem estirado no chão.

Os detetives envolvidos no caso explicaram que Blessing desconfiava que seria enviada ao asilo, e que, por isso, já havia se planejado para executar o assassinato. Aos policiais, a acusada afirmou que seu relacionamento com o filho se tornou conturbado e desagradável desde que se mudou para o apartamento em que vivia com a namorada dele há seis meses.

“Depois de matar o filho e tentar matar a namorada dele, Blessing sentou em sua poltrona e pensou em tirar a própria vida, mas não encontrava mais as pistolas, que, segundo ela, havia ganhado em 1970 de presente do marido”, ressaltaram.

Leia também: Mulher é acusada de fazer ritual satânico após matar e desmembrar namorado russo

Anna Mae Blessing, que matou filho para não ser levada para uma casa de repouso , foi denunciada pela namorada da vítima e transferida para a delegacia, onde permanece sob fiança. Ela foi acusada de cometer assassinato e e deverá comparecer ao tribunal local na próxima terça-feira (10).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários