undefined
Reprodução/Daily Mail
Outro passageiro do avião, muito incomodado com a situação, gravou um vídeo do homem que se masturbava



Um vídeo chocante viralizou nas redes sociais ao mostrar um homem se masturbando, sob uma coberta, em uma poltrona de avião. De acordo com o Daily Mail , não foi confirmado onde o caso ocorreu, mas algumas mídias divulgaram a cena como filmada em um voo no Brasil. O homem que aparece na cena, no entanto, teria se comunicado em alemão e russo.

Leia também: Ex-espião russo foi intoxicado por agente químico; May ameaça boicote à Copa

Quando os outros passageiros perceberam o que estava acontecendo dentro do  avião , ficaram muito incomodados. Um deles, inclusive, deixou o seu assento para gravar a cena do homem se masturbando, em um vídeo que também revoltou muitos usuários de redes sociais.

Assim que percebeu estar sendo gravado, o passageiro parou suas ações e começou a mexer em seu celular, ignorando as acusações do responsável pela filamgem. Não se sabe se o homem foi detido ou se a companhia aérea tomou providências sobre a situação.

Outro caso de pornografia em voo

Em outra história recente, um homem foi preso após  ficar pelado, assistir pornografia e assediar sexualmente uma aeromoça durante um voo para Bangladesh, na Índia, no último sábado (3).

De acordo com o jornal  New Straits Times , o rapaz, que não teve sua identidade divulgada, estava em uma aeronave da companhia Malindo Air, que partiu de Kuala Lumpur, e foi o responsável por uma série de conflitos durante o trajeto.

Testemunhas afirmaram que, ao longo do voo , o homem de cerca de 20 anos tirou a roupa aleatoriamente, pegou seu notebook e começou a se masturbar enquanto assistia a conteúdos pornográficos . Além disso, alegam tê-lo visto urinar nos assentos e tentar apalpar as partes íntimas de uma aeromoça durante uma de suas idas ao banheiro.

Leia também: Mulher é condenada a dois anos de prisão por tirar véu islâmico em público

Segundo os mesmos passageiros, o rapaz, que foi apontado como estudante de uma universidade da Malásia, se tornou violento e tentou agredir a aeromoça por "ter se recusado a ter relações sexuais com ele". A tripulação diz não saber o motivo do comportamento explosivo, sendo obrigada a amarrar suas mãos com um pedaço de pano para que pudessem contê-lo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários