Tamanho do texto

Mensagem do presidente de saída ao sucessor é tradição nos Estados Unidos, e Obama não precisou de muitas palavras para dizer o que queria para Trump

Em sua carta a Trump, Obama também aconselhou o atual presidente a separar um tempo para a família e amigos
Facebook/ Donald J. Trump/ Reprodução
Em sua carta a Trump, Obama também aconselhou o atual presidente a separar um tempo para a família e amigos

Nos Estados Unidos, é tradição que os presidentes de saída deixem a seus sucessores uma carta no Salão Oval da Casa Branca. Sete meses depois de Donald Trump assumir o cargo, a mensagem de Barack Obama a ele foi revelada.

Leia também: Líderes mundiais criticam novo teste nuclear feito pela Coreia do Norte

Quem teve acesso ao documento com exclusividade foi a emissora CNN, que a divulgou neste domingo (3). Após parabenizar Trump pela “corrida notável” à presidência, Obama alerta, entre outras coisas, que os presidentes são apenas ocupantes temporários do cargo e, sendo assim, “guardiões das instituições e tradições democráticas, como o estado de direito, a separação de poderes e a proteção dos direitos civis pelos quais nossos ancestrais lutaram”.

Leia também: Bomba da 2ª Guerra Mundial encontrada em Frankfurt foi desarmada neste domingo

"Independentemente das confusões da política diária, cabe a nós deixar esses instrumentos da nossa democracia pelo menos tão fortes quanto os encontramos”, diz ainda o ex-presidente americano.

Curto e direto

O ex-presidente Barack Obama não precisou de muitas palavras para passar sua mensagem, que foi divida em quatro pontos principais. Antes de passar suas reflexões sobre os oito anos em que esteve à frente dos Estados Unidos, entretanto, ele alertou o atual presidente Donald Trump sobre a esperança que milhões de eleitores depositaram em cima dele nas eleições. “E todos nós, independentemente de partido, esperamos por uma maior prosperidade e segurança durante o seu mandato.”

Sobre as reflexões, o ex-presidente fala das benções de ser líder do pais e como a liderança americana neste mundo é indispensável. "Cabe a nós, com ações e exemplo, sustentar a ordem internacional que vem se expandindo desde a Guerra Fria e da qual dependem nossa riqueza e segurança", afirma.

Leia também: Coreia do Norte comemora sucesso de teste com bomba de hidrogênio

Depois de citar a necessidade de se manter a democracia, Obama ainda aconselha Trump a separar um tempo para a família e amigos, que vão poder ajudá-lo nos tempos difíceis. Para finalizar, também desejou boa sorte ao novo líder americano.