Tamanho do texto

Para viabilizar as obras emergenciais, presidente Donald Trump pediu ao Congresso dos Estados Unidos a liberação de um fundo emergencial

Presidente Donald Trump pediu recurso emergencial ao Congresso para reparar danos provocados pelo Harvey
Texas Military Department
Presidente Donald Trump pediu recurso emergencial ao Congresso para reparar danos provocados pelo Harvey

A Casa Branca estima que aproximadamente 100 mil casas foram atingidas em maior ou menor grau por causa da passagem do furacão e tempestades Harvey pelos estados do Texas e Luisiana. Por esse motivo, o presidente Donald Trump deverá solicitar ao Congresso autorização para utilizar fundos de emergência para responder aos estragos provocados pela catástrofe.

Leia também: Alerta de terrorismo reforça esquema de segurança de 'David' de Michelangelo

O assessor de Segurança Nacional e Antiterrorismo da Casa Branca, Thomas Bossert, afirmou nesta quinta-feira (31) em coletiva de imprensa que os fundos de emergências com os quais conta o governo têm liquidez, mas ressaltou que a Casa Branca solicitará um financiamento adicional para conseguir as obras emergenciais em decorrência do Harvey .

No caso do furacão Sandy, que em 2012 alagou as costas de Nova Jersey e Nova York com menor impacto que o que atingiu o país em 2017, o Congresso aprovou US$ 60 bilhões de ajuda para a recuperação. Ainda que Bossert não tenha dado cifras concretas sobre a quantia que solicitará, o governador do Texas, Greg Abbott, estimou que a quantia requerida pode chegar a cerca de US$ 100 bilhões.

Leia também: Imigrantes brasileiros são presos nos EUA por crime de lavagem de dinheiro

Os especialistas assinalam que o Fundo de Alívio de Desastres Naturais da Agência Federal de Gestão de Emergências dos EUA , atualmente de US$ 2,2 bilhões, se esgotará com rapidez dada a magnitude dos danos. Curiosamente, os dois senadores pelo Texas, os republicanos Ted Cruz e John Cornyn, que agora solicitam ajuda do governo federal, votaram contra uma legislação similar para apoiar a resposta ao furacão Sandy.

O assessor presidencial indicou que aqueles que "tentarem aproveitar-se do desastre", em alusão a possíveis saques em algumas áreas do Texas, devem esperar que caia sobre eles todo o peso da lei. Além disso, instou a todos os afetados que insistam em ligar para suas seguradoras para obter toda a ajuda possível na hora de recuperar seus bens.

Resgates

As tarefas de resgate continuam hoje em numerosas cidades do Texas , na catástrofe que já deixou mais de 30 mortos e dezenas de milhares de deslocados, e agora ameaça a área fronteiriça com a vizinha Luisiana.

Leia também: Usina química registra duas explosões após passagem de furacão no Texas

Em Houston, a cidade mais afetada pela passagem do Harvey e onde afortunadamente não choveu nas últimas 24 horas, mais de 32.000 pessoas se encontram hospedadas em refúgios temporários, enquanto prosseguem os trabalhos de busca e resgate.


* Com informações da Agência Brasil