Tamanho do texto

Por agressões anteriores, a vítima já havia denunciado o ex-amigo na Justiça, sendo que a audiência do julgamento estava marcada para setembro

Eder Guidarelli Mattioli foi detido e permanece na cadeia da cidade de Imperia, na Itália
Reprodução/Facebook
Eder Guidarelli Mattioli foi detido e permanece na cadeia da cidade de Imperia, na Itália

Um brasileiro de 32 anos foi preso nesta segunda-feira (3), na cidade de Ventimiglia, no noroeste da Itália, acusado de ter assassinado um cidadão italiano. O crime teria acontecido em Valência, na Espanha. Segundo a “Agência Ansa”, Eder Guidarelli Mattioli, que é filho adotivo de uma família italiana, foi amigo de sua vítima durante a juventude.

Leia também: Menino de 11 anos salva família de ataque de urso durante pescaria no Alasca

O corpo de Marcello Cenci, também de 32 anos, foi encontrado na cidade espanhola, em uma rua próxima de sua casa, na madrugada do domingo (2), com sinais de agressão e estrangulamento. A vítima havia se mudado da Itália para a Espanha há poucos meses e trabalhava como barman.

Eder e Marcello moravam na cidade de Ferrara quando costumavam ser amigos. Contudo, acabaram cortando relações depois de o brasileiro ter agredido o italiano, supostamente por causa de ciúmes. De acordo com o jornal “Corriere dela Sera”, a vítima se mudou para a cidade de Valência exatamente para conseguir escapar das agressões de Eder.

Leia também: Primeiro encontro de Trump e Putin será na semana que vem, no G20

Ainda segundo as informações do jornal local, Cenci chegou a ser internado uma vez em decorrência de ferimentos causados pelo ex-amigo. Desse modo, os pais da vítima já haviam alertado que o filho estava correndo perigo. Inclusive, Marcello Centi havia denunciado o brasileiro para a Justiça, e a primeira audiência do julgamento estava marcada para o mês de setembro deste ano.

Após o corpo ter sido encontrado, Eder Guidarelli Mattioli foi detido e permanece na cadeia da cidade de Imperia, que fica a 50 km de Ventimiglia, na fronteira com a França. Para capturar o brasileiro, a polícia italiana emitiu um mandado de captura internacional. Ele foi acusado de homicídio doloso.

Leia também: Youtuber americana é presa após atirar e matar namorado em vídeo de “desafio”

O ítalo-brasileiro vive em Pontelagoscuro, distrito de Ferrera . Ao saber da notícia sobre seu paradeiro, os moradores da cidade da Itália se mostraram incrédulos. Todos pareceram bastante chocados. “Aquele garoto sempre foi tão gentil com todos, ajudava as pessoas mais velhas; se alguém precisava de algum serviço em casa, estava sempre disponível. É como se tivesse uma dupla personalidade”, disse um vizinho de Guidarelli. 

*As informações são da Agência Ansa