Tamanho do texto

Com rifle, atirador entrou na mesquita ao norte da cidade e disparou contra fieis, reunidos no local. Um senhor e outra pessoa foram hospitalizados; veja

De acordo com as informações divulgadas, um grupo de pessoas estava reunido na mesquita na Turquia
Reprodução/Google Maps - 01.01.2016
De acordo com as informações divulgadas, um grupo de pessoas estava reunido na mesquita na Turquia

No mesmo dia em que um atirador entrou em uma casa noturna de Istambul, na Turquia, matando pelo menos 39 pessoas e ferindo outras 69 na madrugada deste domingo (1º) , outro ataque aconteceu na mesma cidade, desta vez em uma mesquita, na tarde de hoje, segundo divulgou a imprensa turca.

O tiroteio aconteceu neste domingo à tarde na mesquita de Hasan Pasha of Algiers, localizada na parte noroeste da área europeia de Istambul, no bairro de Saryier, de acordo com a Dogan News Agency (DHA). Depois do ataque, duas pessoas foram hospitalizadas, mas não foram divulgadas mais informações sobre o estado de saúde das vítimas.

A polícia iniciou uma investigação sobre o ataque, afirmando que “as autoridades não têm motivos para acreditar que houve causas políticas” por detrás do incidente de hoje.

+  'Havia muitos corpos sobre mim': Testemunhas relatam noite de horror em Istambul

De acordo com as informações divulgadas, um grupo de pessoas estava reunido na mesquita para fazer as orações quando um homem abriu fogo contra os fieis com um rifle. Um senhor e outra pessoa que estava ao seu lado foram atingidos e ficaram feridos.

Começo de ano violento

No primeiro dia do ano de 2017, a Turquia sofre com dois atos de violência contra moradores – e estrangeiros, também. Segundo as autoridades do país, não há confirmações sobre a possibilidade de os ataques terem sido terroristas, mas há investigações para apurar os fatos.

O tiroteio na mesquita aconteceu apenas algumas horas depois do ataque a uma famosa casa noturna de Istambul, no qual dezenas de pessoas ficaram feridas e morreram. A polícia turca está em busca do autor deste tiroteio, ainda não identificado, que parece ter entrado no local com uma fantasia de Papai Noel.

+  Chacina em Campinas: polícia divulga nome das vítimas do crime no Réveillon

Estima-se que até 800 pessoas comemoravam o réveillon no bar, localizado no bairro de Ortakoy, no momento do ataque, por volta das 2h da madrugada na Turquia (21h em Brasília). No último dia 11, duas bombas explodiram na Vodafone Arena, casa do Besiktas, e mataram 38 pessoas, em sua maioria policiais, e feriram mais de 150. O estádio fica a menos de 5 km do Reina.

*Com informações da "RT" e "Ansa"