Tufão nas Filipinas deixa ao menos três mortos e obriga 380 mil a deixarem casas

O tufão Nock-Ten atingiu Manila, capital filipina, nesta segunda-feira, deixando a região sem energia elétrica durante o domingo de Natal (25)
Foto: Reprodução
Foram registrados ventos de 130 km/h com rajadas a 215 km/h durante a passagem do tufão pela costa da ilha Catanduanes

O tufão Nock-Ten atingiu a cidade de Manila, capital das Filipinas, nesta segunda-feira (26) e causou a morte de ao menos quatro pessoas.

LEIA TAMBÉM:  "Fui atrás de criminosos para poder matar", afirma presidente das Filipinas

Segundo as autoridades locais, a tempestade, que recebeu o mesmo nome de um pássaro de Laos, atingiu áreas densamente povoadas das províncias de Batangas e Cavite, ao sul de Manila, e deve seguir para o Mar do Sul da China ainda hoje.

O fenômeno passou pela costa da ilha Catanduanes com ventos de 130 km/h e rajadas de 215 Km/h. Mais de 380 mil pessoas foram retiradas de suas casas e cerca de 300 voos domésticos e internacionais foram cancelados, informaram as autoridades locais.

LEIA TAMBÉM:  Após xingar Obama, presidente das Filipinas manda União Europeia "se f..."

Segundo a Aviação Civil, pelo menos 60 mil pessoas foram afetadas pelo cancelamento e atraso das operações. Aterrissagens e decolagens estão suspensas devido aos ventos fortes.

O tufão também afetou o transporte marítimo e deixou cerca de 12 mil passageiros sem locomoção, de acordo com comunicado emitido pelo departamento de emergência.

Nock-Ten atingiu a região ontem (25) e interrompeu o fornecimento de energia elétrica durante as celebrações natalinas. "Continuamos a rezar, a ficar positivos e alertas. Há falta de eletricidade em várias áreas já", disse o governador de Camarines Sur, Miguel Luis Villafuerte, em sua conta no Instagram.

LEIA TAMBÉM:  Terremoto de 7.7 graus atinge o sul do Chile e evacua mais de 4 mil pessoas

Chile

No domingo (25) o Chile também sofreu desastres naturais. Um terremoto de intensidade 7.7 na ecala Richter foi registrado ao sul do país, na região de Puerto Montt. O abalo sísmico resultou na evacuação de 4 mil pessoas e apresentou risco de tsunami. felizmente, não foram registradas mortes em decorrência do ocorrido. Em 2010 o Chile foi afetado por um terremoto de força 8.8 que gerou um tsunami. Na ocasião, o fenômeno deixou 524 mortos.

*com informações de Agência Ansa

Link deste artigo: https://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2016-12-26/tufao-filipinas.html