Tamanho do texto

Atirador foi morto após disparar fogo; seus pais, sua irmã e outras três pessoas estão detidos; embaixada americana foi alvo de tiros na madrugada

Atirador disparou contra o embaixador durante o discurso de abertura de uma exposição
Reprodução/Twitter
Atirador disparou contra o embaixador durante o discurso de abertura de uma exposição

A polícia da Turquia prendeu, nesta terça-feira (20), seis pessoas após o assassinato do embaixador da Rússia em Ancara, Ancrei Karlov . Segundo a agência de notícias Anadolu , os pais, a irmã e dois outros membros da família do policial que executou o atentado estão sob custódia na província de Aydin, além de um homem que dividia uma residência com ele na capital turca.

O embaixador russo foi morto a tiros pelo policial Mevlut Mert Altintas, 22, no início da noite desta segunda-feira (19). O atentado aconteceu logo após um discurso feito por Kharlov, durante a abertura de uma exposição de arte no Contemporary Arts Center, no centro da capital da Turquia.

Após os disparos, o atirador gritou palavras de ódio contra a intervenção da Rússia na Síria. "Não esqueçam de Aleppo, não esqueçam da Síria", disse o jovem, que aparenta ter cerca de 30 anos. Há informações de que ele tenha dito também "nós morremos em Alepo, você morre aqui".

Em um vídeo da emissora NOS, que gravava o discurso do embaixador, é possível ouvir quando o atirador grita a frase "Allah Akbar" (Deus é Grande), usada comumente por terroristas do Estado Islâmico antes de realizar grandes atentados.

VEJA AINDA:  Merkel admite que ataque em Berlim foi ato terrorista e autor é procurado

Depois do ataque, a polícia de Ancara reagiu, atirando contra o criminoso, que foi morto. De acordo com os portais do país, o tiroteio entre o atirador e os policiais durou mais de 25 minuto

Embaixada americana é alvo de tiros

De acordo com a Deutsche Welle , a embaixada dos Estados Unidos em Ancara foi fechada após uma pessoa descarregar uma arma de fogo em frente ao local durante a madrugada desta terça-feira. Os consulados americanos em Istambul e Adana também foram fechados por motivos de segurança.

A embaixada afirmou que o atirador foi preso. Não houve feridos no incidente, ocorrido horas após o assassinato do embaixador russo.

A missão diplomática americana alertou diversas vezes seus cidadãos sobre os riscos de segurança na Turquia após a série de ataques terroristas ocorridos no país, recomendando que seja mantido "um alto nível de alerta" e tomadas as "medidas apropriadas para reforçar a segurança pessoal".

E MAIS:  Europa teme que outros mercados de Natal estejam sob a mira do Estado Islâmico

O Irã também anunciou o fechamento de suas embaixadas e consulados no país nesta terça-feira, devido ao atentado. As representações diplomáticas da Alemanha e da França continuarão a funcionar normalmente.

    Leia tudo sobre: estado Islâmico
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.