Tamanho do texto

Além de enviar os doces, o Pontífice recebeu na Casa Santa Marta oito moradores de rua; líder católico lamentou morte de dom Paulo Evaristo Arns

Papa Francisco enviou telegrama de pesar pela morte de dom Paulo Evaristo Arns, cardeal arcebispo emérito de SP
Matt Campbell/Lusa - 25.9.2015
Papa Francisco enviou telegrama de pesar pela morte de dom Paulo Evaristo Arns, cardeal arcebispo emérito de SP

O papa Francisco completou 80 anos neste sábado (17) e ofereceu bolos para as mais de 1,5 mil pessoas atendidas pela ONG católica Caritas de Roma. O Pontífice ofereceu a sobremesa em todos os centros de atendimento da entidade na capital italiana, que será servido após a macarronada preparada pelos voluntários neste sábado.

LEIA MAIS:  "Estou ao lado de toda a população do Iraque", diz papa Francisco

"O nosso bispo nos surpreendeu mais uma vez com a sua atenção para os pobres de Roma dividindo conosco a sua festa. Como 'representante' de nossos hóspedes nos centros, eu agradeço o Santo Padre e, sobretudo, renovo meus desejos para que os seus 80 anos sejam usados em serviço de Cristo e da Igreja através do encontro com os menos favorecidos", disse o monsenhor Enrico Feroci, diretor da Caritas, após o ato com o papa .

Além de enviar os bolos, o Pontífice recebeu na Casa Santa Marta oito moradores de rua, sendo duas mulheres e seis homens. Os sem-teto, que recebem ajuda de entidades católicas, levaram um maço de girassóis para o líder católico.

LEIA MAIS:  Não respondam "ódio com ódio", diz papa Francisco a sobreviventes de Nice

As pessoas recebidas tinham diversas nacionalidades, sendo que quatro eram italianos, um homem da Moldávia, dois romenos e um peruano, e estavam acompanhada do monsenhor Konrad Krajewski, responsável pela Esmolaria Vaticana.

Por sua vez, Jorge Mario Bergoglio convidou os oito para o almoço da Domus, sentando ao lado deles e conversando com cada um individualmente. Ao fim do almoço, ele deu doces argentinos para cada um deles, além de presentes religiosos.

Dom Paulo

Foi enterrado na última sexta-feira (16) o corpo do cardeal arcebispo emérito de São Paulo, dom Paulo Evaristo Arns, que morreu na quarta-feira (14) . O religioso ganhou notoriedade no País por sua luta pelos direitos humanos durante a ditadura civil-militar do Brasil.

Na quinta-feira (15), o papa Francisco enviou um telegrama de pesar pela morte de dom Paulo. “Dou graças ao Senhor por ter dado à Igreja tão generoso pastor e elevo fervorosas preces para que Deus acolha na sua felicidade eterna este seu servo bom e fiel, enquanto envio a essa comunidade arquidiocesana que chora a perda do seu amado pastor e à Igreja do Brasil , que nele teve um seguro ponto de referência, e a quantos partilham esta hora de tristeza que anuncia a ressurreição, uma confortadora bênção apostólica”, diz o texto.


* Com informações da Ansa e da Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.