Tamanho do texto

Ex-secretária de Estado foi ovacionada de pé ao entrar no palco da Children's Defense Fund para fazer seu discurso, que durou cerca de 20 minutos

Apesar de não mostrar a energia que apresentava na campanha eleitoral, Hillary pediu que ninguém desista do país
Reprodução/ YouTube
Apesar de não mostrar a energia que apresentava na campanha eleitoral, Hillary pediu que ninguém desista do país

Em sua primeira aparição em um evento após perder as eleições presidenciais norte-americanas, a democrata Hillary Clinton confessou, na noite da última quarta-feira (16), que não tinha mais vontade de sair de casa.

LEIA TAMBÉM:  Três problemas que Hillary Clinton enfrentou a 4 dias das eleições nos EUA

"Houve vezes, nesta última semana, nas quais a única coisa que queria fazer era me envolver com um bom livro e não sair mais de casa. Eu admito que, para mim, vir aqui nesta noite não foi a coisa mais fácil", disse Hillary aos participantes do jantar de gala da Children's Defense Fund, em Nova York. 

A ex-secretária de Estado foi ovacionada de pé ao entrar no palco para fazer seu discurso, que durou cerca de 20 minutos, e falou sobre o sentimento de frustração que muitos norte-americanos enfrentam com a vitória de Donald Trump.

"Sei que muitos de vocês estão profundamente desiludidos com o resultados das eleições. Eu sei disso, sei mais do que posso expressar. Sei que isso não é fácil e sei que na última semana muitos de vocês se questionaram se os Estados Unidos são o país que achávamos que fosse", discursou a democrata.

No entanto, apesar de não mostrar a energia que apresentava na campanha eleitoral, a ex-secretária de Estado pediu que ninguém desista do país. "As divisões colocadas de maneira nua nestas eleições são profundas, mas por favor me escutem quando digo que os Estados Unidos valem a pena. Os nossos filhos valem a pena. Acreditem em nosso país, lutem pelos nossos valores e não se rendam jamais. Jamais", finalizou.

Apesar de ter obtido mais de 1 milhão de votos do que Trump, ela perdeu a disputa porque o magnata conquistou mais delegados no chamado Colégio Eleitoral .

"Há mais trabalho a fazer" 

Em entrevista à imprensa, logo após as eleições, Hillary fez um apelo para que os americanos que votaram nela não percam a esperança. "Isso é doloroso e será por um longo tempo", disse.

Em seguida, ela fez um apelo para que os americanos não percam a fé no país. "Vamos ter fé uns nos outros. Não nos cansemos. Não vamos perder o [ímpeto] do coração. Pois há mais [eleições] pela frente. Há mais trabalho a fazer", disse.

A democrata pediu que os americanos encontrem forças para prosseguir na luta pelas ideias em que acreditam: "Somos mais fortes juntos e seguiremos juntos. E você [que nos apoiou] jamais deve se arrepender ter de lutado por isso".

E MAIS:  12 revelações embaraçosas sobre Hillary Clinton em e-mails vazados por site

Hillary disse que ligou para Donald Trump para felicitá-lo pela vitória. "Eu felicitei Donald Trump [pela vitória] e me ofereci para trabalhar junto com ele em nome do nosso país. Espero que ele seja um presidente bem sucedido para [o bem] de todos os americanos", disse ela.

    Leia tudo sobre: donald trump
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.