Tamanho do texto

Entre os internautas americanos, a expressão "como emigrar para o Canadá" teve pico de buscas às 6h e o site da imigração do país ficou fora do ar

Canadá é hoje comandado pelo primeiro-ministro Justin Trudeau, que é visto como uma figura oposta à de Trump (foto)
Reprodução/Youtube
Canadá é hoje comandado pelo primeiro-ministro Justin Trudeau, que é visto como uma figura oposta à de Trump (foto)

Após a divulgação da vitória do candidato do Partido Republicano, Donald Trump, sobre a democrata Hillary Clinton, nas eleições presidenciais dos Estados Unidos , na madrugada desta quarta-feira (9), a internet entrou em colapso. Além dos memes que logo invadiram as redes sociais, as buscas pela expressão "fim do mundo" (em inglês, "the end of the world") aumentaram consideramente no Google.

Entre os internautas americanos, a expressão "como emigrar para o Canadá" (em inglês, "how to emigrate to Canada"), que mal tinha buscas expressivas até esta terça-feira (8), teve um pico de buscas por volta das 6h, horário em que a eleição de Trump foi confirmada. Outras palavras como "imigrantes" e "como ir para a Lua" também tiveram um aumento de buscas.

Gráfico de buscas pelo termo
Reprodução/Google Trends
Gráfico de buscas pelo termo "how to emigrate to Canada" (em português, "como emigrar para o Canadá)

Desde a virada da meia-noite, momento aproximado em que o republicano superou Clinton na apuração, o site da imigração do Canadá ficou fora do ar. Não há confirmação de que tal derrubada tenha sido causada por causa dos acessos de norte-americanos.

LEIA TAMBÉM:  Protestos anti-Trump se espalham pelos EUA horas após vitória republicana

O Canadá é hoje comandado pelo primeiro-ministro Justin Trudeau, que é visto como uma figura oposta à de Trump.

Gráfico de buscas por
Reprodução/Google Trends
Gráfico de buscas por "the end of the world" (em português, "fim do mundo")

O nome da filha de Trump, Ivanka Trump também é um dos termos mais pesquisados pelos internautas norte-americanos, mas esse aumento de buscas se deu no decorrer da campanha presidencial do magnata.

Vitória surpreendente

Após uma votação bastante acirrada, o empresário Donald Trump, do Partido Republicano , conquistou na madrugada desta quarta-feira (9) as eleições presidenciais nos Estados Unidos com 288 votos. O novo presidente dos Estados Unidos venceu a disputa em 27 Estados. Sua adversária Hillary Clinton, do Partido Democrata, levou a melhor em apenas 19 Estados, com 215 votos. 

A conquista de Estados até então com intenções de votos indefinidas ajudou Trump a liderar as eleições, isso porque o candidato levou vantagem em Ohio e na Flórida, por exemplo. Ao mesmo tempo, Hillary obteve êxito em Nova York e manteve o favoritismo na Califórnia, mas não foi o suficiente para uma vitória.

Hillary se saiu vencedora também na Virginia e no Colorado, enquanto Trump levou a melhor na Georgia e em Iowa. Esses Estados eram chamados de "battleground states" ("Estados de campo de batalha", em português literal),  onde não havia favoritismo claro para nenhum dos dois candidatos e pode, portanto, ter sido fator decisivo para a conquista de Trump.

    Leia tudo sobre: donald trump
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.