Tamanho do texto

Além da abundância de peixes, os tripulantes encontraram um enorme e adorável leão marinho; animal saiu do barco após receber jatos d'água

Pescadores russos tentaram incentivar o passageiro indesejável a voltar ao mar  jogando jatos de água
Reprodução/ LiveLeak
Pescadores russos tentaram incentivar o passageiro indesejável a voltar ao mar jogando jatos de água

A tripulação de um barco de pesca russo teve uma surpresa ao puxar a rede de pesca do oceano. Além da abundância de peixes, eles encontraram um enorme e adorável leão marinho.

LEIA MAIS:  Para bater meta, Brasil deve investir mais R$225 bilhões em educação

Os pescadores tentaram incentivar o passageiro indesejável a voltar para o mar, jogando jatos de água e dando-lhe alguns golpes com uma vassoura, segundo o canal norte-americano "Fox 4". 

LEIA MAIS:  Macaco fumante que trabalhava em cassino morre aos 24 anos

Demorou um tempo para que os pescadores conseguissem fazer o animal sair do barco cheio de comida, mas ele acabou voltando ao oceano sem a carga. Clique aqui para ver o vídeo. 

Mundo animal

Chimpanzé John se tornou viciado depois que jogadores do cassino começaram a lhe oferecer uísque, cigarros e charutos
Reprodução/LifeNews
Chimpanzé John se tornou viciado depois que jogadores do cassino começaram a lhe oferecer uísque, cigarros e charutos

Um macaco fumante que trabalhava em um cassino em Moscou, na Rússia, morreu aos 24 anos após sofrer um ataque cardíaco. O chimpanzé, que se chamava John, também fazia uso constante de bebidas alcoólicas. A expectativa de vida de um animal dessa espécie varia entre 50 e 60 anos.

Segundo o jornal ingês “The Mirror”, John foi levado ao cassino pelos donos do local para entreter os visitantes. Sua presença fazia grande sucesso no estabelecimento russo, principalmente pela interação com o público. Os problemas de saúde surgiram depois que os frequentadores passaram a oferecer uísque e cigarros ao chimpanzé, que logo se tornou viciado em álcool e tabaco.

LEIA MAIS:  Gata "adota" macaco órfão na Rússia

Mesmo assim, os proprietários do cassino não só mantiveram John como “funcionário”, como também “promoveram” o bicho, que passou a atuar como croupier, nome dado ao profissional que dá as cartas aos jogadores e gira as roletas.

Reabilitação

Quando John começou a ficar com a saúde debilitada, foi levado em 2008 para o safari de Gelendzhik, também na Rússia, onde passaria por um processo de desintoxicação. Ao chegar ao zoológico, o animal foi mantido por um ano longe do público, já que estava bastante fraco.

Em entrevista à imprensa britânica, o diretor do safari, Nikolay Mashinsky, informou que durante o período de exposição ao álcool e ao cigarro, o chimpanzé adquiriu diversos problemas de saúde, como diabetes, edema e dermatites.

“O sistema imunológico dele estava fraco. Ele tossia constantemente e, durante quase um ano, teve a temperatura corporal acima do normal”, disse Mashinsky.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.