Tamanho do texto

Jovem estava grávida de oito meses; polícia de município do estado de Michigan revelou imagens do cativeiro de crime que chocou os EUA em 2014

Polícia americana divulgou fotos horripilantes do local onde um serial killer torturou e matou uma mulher grávida
Wyoming Police Department
Polícia americana divulgou fotos horripilantes do local onde um serial killer torturou e matou uma mulher grávida


A polícia americana do estado de Michingan divulgou, nesta segunda-feira (7), fotos do local onde um serial killer torturou e matou uma mulher de 18 anos, em julho de 2014, na cidade de Wyoming. Segundo foi divulgado, a vítima estava grávida. As informações são do jornal britânico "Daily Mail". 

LEIA MAIS:  Como o novo veredicto do FBI sobre os e-mails de Hillary afeta a eleição nos EUA

O crime bárbaro foi cometido por Brady Oestrike, de 31 anos, quando ele teria encontrado Sloocum, grávida de oito meses, e seu namorado, Charles Oppenner, 25 anos, em um anúncio no “Crailigst”, um classificado de produtos e serviços on-line, após a adolescente ter se disposto a fazer sexo com o assassino por US$ 120. 

Ao encontrar o casal em um parque da cidade, Oestrike decapitou Oppenner e levou Sloocum para sua casa, onde a manteve em cativeiro, dentro de uma gaiola para cachorro, por cinco dias, violentando-a sexualmente por diversas vezes.

LEIA MAIS:  Estado Islâmico ameaça EUA com atentados durante eleições presidenciais

As atrocidades foram filmadas por uma câmera instalada pelo próprio assassino no local. Na ocasião, a polícia também encontrou o "contrato" com cláusulas sadomasoquistas assinado forçadamente pela vítima.  Foram encontradas, também, máscaras, luvas e seringas. 

Veja imagens divulgadas pela polícia:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.