Casal é condenado por torturar e abusar sexualmente da própria filha por 15 anos

Vítima era mantida em galpão abandonado por até três dias seguidos; pais da garota usavam ainda instrumentos afiados nas sessões de maus-tratos
Foto: Flickr/ MD111/ Creative Commons
Pai foi condenado a 48 anos de prisão em um Tribunal Distrital de Sydney; já a mãe foi sentenciada a 16 anos de cadeia

Um casal de australianos foi preso acusado de utilizar ferramentas afiadas para torturar e abusar sexualmente da filha por 15 anos. A vítima foi violentada pelos próprios pais dos cinco aos 19 anos de idade, segundo informações do jornal britânico "Metro".

LEIA MAIS: Homem é condenado após esquartejar mulher e esconder corpo no freezer

O pai, de 59 anos, utilizava vários instrumentos para abusar da filha. Grande parte do abuso foi realizada em um galpão em ruínas na propriedade da família na zona rural de Nova Gales do Sul por até três dias seguidos. Já a mãe da garota a ensinou como despertar seu pai sexualmente quando ela tinha apenas oito anos.

LEIA MAIS: Polícia prende suspeito de tentar sequestrar criança na Avenida Paulista

As torturas incluíam ainda manter a menina com a cabeça embaixo da água de um córrego, envolvê-la em arame farpado, forçá-la a comer pimentões quentes e ameaças com uma motosserra. 

Os crimes só foram descobertos quando a vítima, agora com 21 anos, denunciou os pais em 2011, quando ela estava em um hospital psiquiátrico. 

LEIA MAIS: Polícia apura o desaparecimento de 5 homens que iam a festa em São Paulo

O pai foi condenado a 48 anos de prisão por 73 crimes em um Tribunal Distrital de Sydney, em junho. Ele poderá pedir liberdade condicional após cumprir 36 anos da pena. Já a mãe da menina, que está com 51 anos, foi condenada por mais 13 acusações, incluindo atentado ao pudor, e cumprirá 16 anos de prisão, com um período não-condicional de 11 anos.

Link deste artigo: https://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2016-10-28/casal-condenado-tortura-abuso-sexual-filha.html