undefined
Alex Wong/Pool Photo/AP - 26.9.15
No mesmo evento, o papa disse que, na conjuntura atual, os laços conjugais estão sendo "colocados à prova"

O papa Francisco afirmou nesta quinta-feira (27), durante uma audiência no Vaticano, que é "desconcertante" querer apagar as diferenças entre homem e mulher .

Segundo o líder da Igreja Católica, as discrepâncias entre os sexos feminino e masculino são uma "riqueza" e fazem parte do "desenho de Deus", que confiou o mundo e a história à "aliança do homem e da mulher".

LEIA TAMBÉM:  Igreja Católica condena cinzas de mortos deixadas em casa ou jogadas na natureza

"É muito desconcertante constatar que agora essa cultura apareça bloqueada por uma tendência a cancelar as diferenças, ao invés de resolver os problemas que as mortificam", declarou Francisco durante encontro com o Pontifício Instituto João Paulo II para Estudos sobre Casamento e Família.

No mesmo evento, o papa disse que, na conjuntura atual, os laços conjugais estão sendo "colocados à prova" de diversas maneiras.

E MAIS:  "Estou ao lado de toda a população do Iraque", diz papa Francisco

"A afirmação de uma cultura que exalta o individualismo narcisista, o crescimento da indiferença em relação ao bem comum, a imposição de ideologias que agridem diretamente o projeto familiar, assim como o crescimento da pobreza, são razões para a crise da família contemporânea", acrescentou.

Recentemente, durante visita à Geórgia, Francisco afirmou que a "teoria dos gêneros" era a maior inimiga do casamento e denunciou a existência de uma "guerra mundial" contra o matrimônio.

* Com informações da Agência Ansa.

    Veja Também

      Mostrar mais