undefined
Reprodução/The Sun
Jovem ficou agressivo após ser desmascarado e ameaçou de morte a família que o abrigou no Reino Unido

A vida de uma família que vive no sul de Londres, no Reino Unido, mudou totalmente após eles descobrirem que um membro, adotado por eles como uma criança refugiada , era, na verdade, um jihadista de 21 anos, que fingia ser um garoto. As informações foram publicadas pelo site britânico  The Sun , na noite deste sábado (22).

De acordo com a publicação, Rosie e seu marido Pete (que não tiveram os sobrenomes divulgados pelo site) adotaram Jamal depois que assistentes sociais o apresentaram como uma criança de 12 anos, que havia fugido do Afeganistão. Tocados pela história do menino, a família o acolheu e, com eles, Jamal viveu por alguns meses.

No entanto, com o tempo, a família começou a suspeitar da idade real do homem que haviam levado para casa. Uma das filhas de sangue do casal, que tem apenas 13 anos de idade, estranhou a quantidade de pelos que Jamal tinha pelo corpo, quando foram juntos à aula da natação. Além disso, o novato havia se virado muito bem em um centro de escalada que a família visitou e sabia muitas informações a respeito de rifles.

LEIA TAMBÉM:  Em dois dias, Itália salva quase 11 mil imigrantes no mar

"Eu não posso afirmar que ele era um terrorista, mas eu acho que ele veio de um campo de treinamento. Ele era um grande ator", conta Rosie.

A suspeita foi confirmada quando Jamal foi levado para realizar uma análise de arcada dentária em um dentista. Após o exame, ele foi declarado como um homem de pelo menos 20 anos de idade.

"Há quem se incomode com uma análise de arcada dentária. Mas ter um homem em casa que finge ser uma criança causa muito mais incômodo", conta Rosie.

De acordo com a publicação, tem crescido no Reino Unido a quantidade de casos de refugiados que mentem a idade para serem levados para integrar famílias inglesas, por meio da adoção. Há, portanto, o receio de que tal estratégia seja tomada por terroristas.

Ameaça

Após comprovar a fraude, a família levou Jamal à polícia, que encontrou provas de que o homem não era só um bom ator, mas também um jihadista que possui ligações com o Taleban.

E MAIS:  Pais tiram filhos de clube ao saberem que há refugiados entre os funcionários

O jovem recebia ligações frequentes de números desconhecidos em seu celular e ficou agressivo após perceber que havia sido desmascarado.

Preso sob a acusação de falsidade ideológica, Jamal se despediu de sua família adotiva dizendo "Eu vou matar vocês. Sei tudo sobre vocês e seus filhos".

A polícia de Londres declarou que dará toda a assistência necessária para a família de Rosie e Pete, que agora mudaram sua rotina e reforçaram a segurança da casa e de seus filhos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários