BBC News Brasil

BBC

undefined
BBC/Reprodução
Abu Samil, nascido na Holanda, abandonou a facção e aguarda o auxílio de forças de segurança para voltar ao seu país



A reportagem da BBC teve acesso a um campo onde são mantidos desertores do grupo autodenominado Estado Islâmico.

LEIA MAIS:  A brutal perseguição do Estado Islâmico aos gays

O local funciona na cidade de Idlib, no norte da Síria. Eles vêm do Oriente Médio e da Europa. 

Abu Sumail é um deles. Nascido na Holanda, ele diz que muitos integrantes do EI são forçados a permanecer no grupo.

LEIA MAIS:  Pilotos britânicos narram cotidiano de ataques a extremistas islâmicos

"Eu acho que o EI não prega uma religião verdadeira, porque eles matam pessoas por nada", diz Sumail.

LEIA MAIS:  Vídeo de menina síria ferida procurando pelo pai choca o mundo; assista

Alguns dos desertores estão voltando para casa com a ajuda de forças de segurança."Eu gostaria de retornar ao meu país e viver minha vida", acrescenta o holandês."Eu sei que vou ter problemas (ao voltar para casa), mas fiz uma escolha e pagarei o preço por ela." 


    Leia tudo sobre: Estado Islâmico

    Veja Também

      Mostrar mais